| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

FrontPage

Page history last edited by silnovak@... 14 years, 8 months ago

 POLO DE GRAVATAÍ

 

 

Alunos, Tutores e Professores,

 

Sejam bem-vindos ao Eixo VII (2009/2) do PEAD / Polo de Gravataí.

 

Estamos ingressando em mais uma etapa desta jornada, o Curso de Licenciatura em Pedagogia a Distância da UFRGS, que tem se mostrado uma experiência educativa inovadora e gratificante para todos os seus partícipes.

 

O tempo de duração desse empreendimento sui generis, que de início parecia demasiadamente longo, começa a transparecer em sua brevidade. No próximo ano, estaremos lidando com os estágios, o que significa que a conclusão do curso está próxima. Confirma-se, portanto, que duração do tempo, mais do que a cronologia dos minutos, se mede pela significância de cada momento.

 

A cada semestre enxergamos os acontecimentos com outros olhos, principalmente esse acontecimento de maior significado, a formação e a qualificação para o exercício de uma das mais sublimes das missões, ser-professor. O cuidado que cada um tem tido com seus próprios estudos no PEAD, com os investimentos feitos ao longo do curso, é o cuidado que se tem com seus alunos em suas escolas. Esse é o compromisso da educação, contribuir para uma vida melhor, para um mundo melhor, através da formação de espíritos livres, de cidadãos socialmente engajados e esclarecidos.

 

A idéia de aprendizagem colaborativa e cooperativa, que perpassa os estudos, fundamenta os princípios que norteiam as ações educativas, na forma como acreditamos serem pertinentes.

 

Almejo aos alunos, aprendizagens significativas, um bom proveito das oportunidades oferecidas em cada Interdisciplina.

 

Um bom semestre a todos !

 

Saudações,

 

Prof. Silvestre Novak

Coord. do Polo de Gravataí

Seminário Integrador

PEAD/FACED/UFRGS 

 

 

 

Comments (4)

Paulo Medeiros said

at 10:11 am on Aug 17, 2009

Um rapaz estava aprendendo como erguer as paredes de uma casa. Percebeu, logo no início, que foi por terra sua crença de que bastaria colocar um tijolo sobre outro com um pouco de argamassa. Ao colocar um novo tijolo, outro saía do lugar. Ele, pacientemente, tratava de alinhá-los. Enfim, a parede fora concluída. Chamou seu pai para mostrar seu feito, quando percebeu que exatamente no centro dois tijolos estavam fora do lugar. Não acreditava no que via: apesar de seu esforço, dois tijolos não corresponderam a seu intento. Angustiado, chegou a pensar em derrubar a metade da parede. Seu pai disse-lhe que não seria necessária tal empreitada; que a parede estava excelente. Certificou-o de que aquela era a melhor parede que ele poderia ter feito no momento, e que continuasse a se dedicar na seguinte. Foi somente então, quando não percebia no olhar do filho qualquer aceitação do fato como positivo, que o pai, de forma muito simples, lembrou-o:
"Neste parede deves ter assentado ao redor de mil tijolos. Deste, apenas dois não ficaram como tu querias. Todos os outros 998 ficaram perfeitos. Na vida costumamos, quando envolvidos em uma tarefa, olhar para estes dois únicos tijolos que não corresponderam às nossas expectativas, esquecendo as obras-primas que criamos em nossa caminhada. Se atentarmos mais para os outros 998, perceberemos o quanto somos dotados de talentos para fazer de nossas vidas uma inigualável e bela obra-prima."
Fiz esta adaptação de uma história contada por um monje - Ajahn Brahm - a qual encontra-se em um livro que li em nossas férias, com o significativo título "Antes que o dia acabe, seja feliz!"
Um fraterno abraço em todos e que atentemos para os 998 tijolos perfeitos neste próximo semestre, lembrando que os outros 2 prestam-se à humildade sempre necessária em cada um de nós.

Ivete said

at 10:13 pm on Aug 19, 2009

Boas vindas à todos ao 7º Semestre do PEAD.
Educar é produzir dúvidas e certezas questionáveis.
É assumir a Educação do sonho do cotidiano escolar.
É ter coragem em ousar. romper com o velho, assumir o ser diferente, construir o novo.
Educar é desejar, sonhar, imaginar, criar.
Somos sujeitos porque desejamos, sonhamos, imaginamos e criamos, na busca permanente
da alegria, da esperança, do fortalecimento da liberdade, de uma sociedade mais justa,
da felicidade a que todos temos direito.
Este é o drama de permanecermos vivos... fazendo Educação.(Ivete)

geny said

at 10:01 am on Aug 24, 2009

Há uma verdade incontestável no texto do Paulo. O dia é feito de pequenas coisas. Quem esperar por grandes acontecimentos, talvez passe a vida em brancas nuvens e nem tenha experimentado a sensação de construir sem medo, de que alguns tijolos fiquem fora do seu desígnio. A caminhada que junto estamos fazendo no Curso PEAD é uma experimentação na tentativa de renovação na vida pessoal e profissional de cada Educador. Não há progresso sem mudança. Vamos fazer as coisas com alegria e amor, mesmo nas situações difíceis. O amor é o principal componente da vida. Ele unifica tudo e atrai para nós todo o bem, através do amor, ficamos mais conscientes e sensíveis ás necessidades dos seres humanos.
Não é o desafio com o qual nos deparamos que determina quem somos e o que estamos nos tornando, mas a maneira com que respondemos ao desafio. O importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre. (Geny)
“Ensinar é um exercício de imortalidade, de alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia de nossa palavra.” (Rubens Alves)
“Ética é o limite que faz que uma pessoa diga não a si mesma.” (Roberto da Matta)
Desejo a todos um bom retorno, no 7º semestre, com sucesso empreendedor.
Um carinhoso abraço,
Equipe da Coordenação Geral do Polo de Gravataí

geny said

at 12:51 pm on Aug 24, 2009

Querida Ivete!
Analisando a sua colocação portei-me no próximo Estagio, no 8º semestre. Vamos amadurecendo essas idéias “Educar é desejar, sonhar, imaginar, criar” e junto construir um novo modelo por ocasião do Estágio, é uma das nossas preocupações, romper com o velho sistema e ir ao encontro das necessidades do nosso alunado que vive na era tecnológica e se questionado podemos trabalhar, professor/aluno, aluno/professor.
Obrigada pelas postagens de vocês, são muito importantes.
Um grande abraço,
Geny

You don't have permission to comment on this page.